Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao meu eterno amor!

Ao meu eterno amor!

Difícil ler isso tudo e ficar calado
Inerte sem dizer nada!

Isso só seria possível, se em mim
Você não existisse mais! Não passeasse
Noites inteiras por meus pensamentos…

Isso só seria possível, se eu esquecesse
Todas as coisas que dissemos e tantas outras
Que nem falamos, mas que sentimos.

Esquecesse os segredos, as angústias
As alegrias, que por todo o tempo, vivemos!

Você é mais que um delírio, uma loucura
Passageira, para mim, um sonho de amor!

Impossível esquecer-te
Não me lembrar das tantas coisas
De nós dois! Independente da distância
Da ausência e de todas as impossibilidades…

Improvável, muito pouco provável mesmo!
Que daqui a algum tempo, possa dizer
Que não te gosto mais!

Inverdades que nem tento
Para não cair no ridículo
Do tentar em vão.

Como negar esse amor, essa saudade
Que corre em minhas veias e que já faz parte
Da minha própria felicidade?

TE AMO!

Independente de todos os beijos
Que não demos e de todo o sexo
Que não fizemos…

Na verdade, querida!
Tu és única, intocável e inexplicável.
Amo-te para sempre… Poesia!
Paulo Cesar Coelho
Enviado por Paulo Cesar Coelho em 12/06/2019
Código do texto: T6671235
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Paulo Cesar Coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
2697 textos (564751 leituras)
69 áudios (6858 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/11/19 23:29)
Paulo Cesar Coelho

Site do Escritor