Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Tempo de amar, tempo de chorar

A chuva desaba em meu coração
Uma pesada chuva de lágrimas.
Eu olho para o infinito
E o céu nublado e bonito
Esconde as almas perdidas
Por amores navegados na solidão.
Uma dor prateada e penetrante
Usa da poesia alívio e oração.
Pedaços de horizontes quebram-se
Nas cordas ardentes do meu coração.
E tão distante voa-se um cavalo alado
Perdido numa via branca e pura
E as lágrimas viram chamas de loucuras.
E eu beijo a boca reluzida pelo vento
Que magoa, vocifera e rasga as vestes
De sedas de meu imortal contentamento.
LUCIANO CORDIER
Enviado por LUCIANO CORDIER em 21/11/2020
Código do texto: T7117401
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
LUCIANO CORDIER
Itabuna - Bahia - Brasil, 45 anos
643 textos (20137 leituras)
1 e-livros (6 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/11/20 18:09)
LUCIANO CORDIER