Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UM SER BIPOLAR

Eu queria te encontrar no meu lar, seu bipolar.
Eu queria falar o que nunca foi dito, até o infinito.
Eu te daria todas as constelações do universo, nos meus versos.
Eu te daria o meu viver, se você dissesse que es louco por mim, o quanto sou por você.

Mas você quis brincar de amar, seu bipolar.
com isso ninguém brinca, homem de trinta.
No amor sempre há dor, sabor e calor.
O nosso, você jogou lá no lixo sem pré-fixo.
Achou que eu nunca deixaria de te amar, e deixei.
Você me perdeu, se perdeu e se fodeu.
Agora o que te resta são as noites em claro.
Viverás e não mais me encontrarás, seu bipolar.

O amor escafedeu-se, acabou-se, escapuliu pela janela e virou sentinela.
O amor não está aqui, nem acolá. Mas quem sabe, algum dia ele não irá voltar.
E para terminar, você é bipolar e se eu te falar, você vai se irritar.
Nidela Calcanhoto de Melo
Enviado por Nidela Calcanhoto de Melo em 30/08/2019
Reeditado em 30/08/2019
Código do texto: T6732792
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nidela Calcanhoto de Melo
Parnaíba - Piauí - Brasil, 23 anos
129 textos (1633 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 03:42)
Nidela Calcanhoto de Melo