Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SONETO DO AMOR INFINITO

.
O tempo serpeia no árduo planeta
murchando da vida seu alto mistério,
e leva pro fundo –no cupo hemisfério-
acordes já frios de erma espineta.

O tempo se mira –soberbo- no espelho
sentindo-se amo da lúgubre dança,
e dele se arreda e treme a criança
a qual desconfia visando o seu relho.

As longas centúrias faminto consome
e cada segundo aperta a grilheta:
-o próprio universo se dobra à sentença.

Mas simples se libra na espera que some
pastando saudades o manso poeta:
-do amor infinito já adverte a presença.




Richard Foxe
Enviado por Richard Foxe em 18/08/2019
Código do texto: T6723376
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Richard Foxe
San Marino - San Marino - San Marino
160 textos (49214 leituras)
21 áudios (1297 audições)
11 e-livros (842 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/19 00:12)
Richard Foxe