Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
Cadafalso

Pelo recado de seres frágil e bela,
Pelo pecado de amar na luxúria,
Por vestir-se para despir-se pra ela,
Por fazer self até na penúria...

Pela petulância de tudo se permitir,
Por me teres pouco e mais como abrigo,
Por abrir-se num olhar que fique e excite.
Por desfilares assim em minha pista...

Por aceitar, sem reservas, o que eu quiser...
Por tê-la nos braços, pelos doces abraços...
Por fazê-la sorrir,viver, sonhar. O que puder...

Portanto, paciente e sem nãos, no nosso altar,
ela espera impassível e apaixonada viver o prazer
que a sentença do nosso desejo decretar.
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 20/05/2019
Código do texto: T6651493
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1340 textos (30808 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 02:52)
Eligio Moura