Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inocência anti-herói

Cada um e cada qual tem seu jeito de amar,
O meu jeito? me doar, considerando desconsiderar,
Doar o que considero essência, o que não muda,
Carinho, cuidado, ouvir teus gritos íntimos de ajuda,
Não sou um salvador, estou mais pra convertido anti-herói,
Aquele cuja agonia a todos atinge, a todos corrói,
Luta das paixões dentro de si, para si e em si,
Que em tempo relativo ao aqui e ali,
Exalta, elogia e aplaude os intervalos de vitória,
Profunda e visceral, intensa, primária, raiz de toda glória,
Amor assim, amor yasamin, amor para mim,
Prefiro a ser vilão -pedra coração-, a perder essa inocência pura e mirim,
A vituperar o caminho e tropeçar nos escombros do fracasso,
Armadilhas do meu campo de guerra, minado pelo cansaço.
Pedro Henrique Miranda
Enviado por Pedro Henrique Miranda em 24/11/2018
Reeditado em 24/11/2018
Código do texto: T6510817
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pedro Henrique Miranda
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 31 anos
35 textos (1179 leituras)
1 áudios (33 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/19 09:53)
Pedro Henrique Miranda