Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOSTALGIA

Andar sem ter teu calor
Torna minha vida fria
Não ver o mar que te molha
Faz de mim um ser seco
Desacompanhado de tua musicalidade
Torno-me um rapaz fora de ritmo
Esquecer tua história
É não ter origem.
Como está longe a felicidade?
A vida continua morta, desanimada,
Parada naqueles tempos,
Outrora inocentes
De felicidade eufemista
Em que sonhos existiam e realidades desgastantes nos acordavam
Para empreender saídas, correr,
Em tentativa quimérica de metamorfoses
Desprezando leis que predizem
Que todo câmbio é movido de dentro
E que o mal se converte em mar, se não extirpado.
Quero voltar, fazer, viver e (até) morrer.

Livro: Minha Tribo
Angelyto
Enviado por Angelyto em 24/11/2018
Reeditado em 24/11/2018
Código do texto: T6510693
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Angelyto
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 59 anos
231 textos (4204 leituras)
11 áudios (177 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/08/20 13:04)
Angelyto

Site do Escritor