Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOSTALGIA

Andar sem ter teu calor
Torna minha vida fria
Não ver o mar que te molha
Faz de mim um ser seco
Desacompanhado de tua musicalidade
Torno-me um rapaz fora de ritmo
Esquecer tua história
É não ter origem.
Como está longe a felicidade?
A vida continua morta, desanimada,
Parada naqueles tempos,
Outrora inocentes
De felicidade eufemista
Em que sonhos existiam e realidades desgastantes nos acordavam
Para empreender saídas, correr,
Em tentativa quimérica de metamorfoses
Desprezando leis que predizem
Que todo câmbio é movido de dentro
E que o mal se converte em mar, se não extirpado.
Quero voltar, fazer, viver e (até) morrer.

Livro: Minha Tribo
Angelyto
Enviado por Angelyto em 24/11/2018
Reeditado em 24/11/2018
Código do texto: T6510693
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Angelyto
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 58 anos
177 textos (2206 leituras)
11 áudios (152 audições)
10 e-livros (207 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/09/19 06:00)
Angelyto