Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ABSTINÊNCIA

Abate-se o amor
Desprovido de lençóis.
Paralizam-se corações
Faltando lhes coberturas,
Aquelas de canduras cálidas
Que como tornados tudo envolvem
Remoendo suspiros e suores.
Mal se pode amar sem controle
Dos amores que despertam
Entre balanço e marchas,
Que levam e trazem,
Produzindo o sossego
Da meta atingida
Permitindo tornar-se mais
Alegre, sábio e humano.
Procurando amar
Caminha-se na vida.
Para sermos amados
Entrega-se à vida.
Quem pode amar sem ter amores?
Quais amores sucedem além de amar?
Vença-se a abstinência
Comece-se amar.

Livro: Manancial
Angelyto
Enviado por Angelyto em 02/11/2018
Reeditado em 21/11/2018
Código do texto: T6492944
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Angelyto
São José do Rio Preto - São Paulo - Brasil, 59 anos
194 textos (2852 leituras)
11 áudios (154 audições)
10 e-livros (225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/19 12:20)
Angelyto