Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O ancião

Olhar frio
Endurecido
Casca de um fruto
Muito macio
Lá vai um ancião
Levando o seu violão
Canta nas noites
Enluaradas
Canta a mulher amada
Quem vê o homem
Que ele é
Não conhece as coisas
Que ele ainda quer
Mas se ele canta na madrugada
Com sua voz tão afinada
Aos poucos é dissipada
A imagem equivocada
Se foi o tempo que o forjou
Su'alma é como a fina flor
Só quem deveras saberia
A sua musa, uma mulher fria...
Cantada em prosa e versos
A mulher de olhos perversos
Jamais correspondeu aos
Seus anseios
Mas ria-se dos seus galanteios
Atirando suas flores ao chão
Pétalas esmaecidas em vão
Que ele catava e transformava
Sempre numa bela canção.

Cláudia Machado
11/2/18
Cláudia Machado
Enviado por Cláudia Machado em 11/02/2018
Reeditado em 11/02/2018
Código do texto: T6250670
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cláudia Machado
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
731 textos (21129 leituras)
59 áudios (2793 audições)
1 e-livros (22 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 18:35)
Cláudia Machado