Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TERNURA

Desvio dos teus ombro o lençol
Que é feito de ternura amarrotada,
da frescura que vem depois do sol,
quando depois do sol não vem mais nada...

Olho a roupa no chão: que tempestade!
Há restos de ternura pelo meio,
como vultos perdidos na cidade
em que uma tempestade sobreveio...

Começas a vestir-te, lentamente,
e é ternura também que vou vestindo,
para enfrentar lá fora aquela gente
que a nossa ternura anda sorrindo...

Mas ninguém sonha a pressa com que nós
a despimos assim que estamos sós!

Luamor

Frejat-segredos
http://www.youtube.com/watch?v=2ERBk9yn4BA


=============================================================

Linda interação do poeta mestre Facuri, obrigada, amei! Show!


atrevo-me à uma interação, Luamor querida!
Ah, eu vejo, eu sinto!
Tanta aventura
Amo este labirinto...

Teu corpo úmido em tela,
teu gozo em moldura,
seu beijo é minha chancela,
nosso tesão, nossa ternura!

----------Woooou!!!

Facuri
Luamor
Enviado por Luamor em 07/04/2017
Reeditado em 10/04/2017
Código do texto: T5964460
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luamor
São Paulo - São Paulo - Brasil
1058 textos (80285 leituras)
17 áudios (877 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/19 16:01)
Luamor