Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Hoje

Hoje como sempre
estou aqui,
não sei porque venho
talvez por querer morrer.

E eu morri
não de uma vez
mas um pouco a cada vez.

Sou poço que lentamente se esvazia
um peito que calado se angustía.

Que aqui procura um pouco de paz
para um morrer constante
em um foco de luz brilhante.

Já não me sinto capaz
de fugir como um culpado réu,
ou não deixar correr a vida
como uma flecha que é partida
antes de alcançar o céu.

Hoje para mim tanto faz
se não for Deus não será o diabo
em um mar extasiado de ternura
ou eu me salvo ou eu me acabo.
alexandre montalvan
Enviado por alexandre montalvan em 02/09/2015
Código do texto: T5368274
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
alexandre montalvan
São Paulo - São Paulo - Brasil
690 textos (30538 leituras)
302 áudios (8343 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 15:36)
alexandre montalvan