Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inicio do Fim

O fogo do rubor marca tua face
Queimada nos ventos do outono cinzento,
Em mares que dormem na mansidão das areias
Nos velhos amores que de tempos em tempos
Expõe e desmascaram teus sentimentos

Agora que o sol perdeu todo o encanto
E o inverno se aproxima do teu olhar
Desfez-se o brilho desta vertigem, é um espanto
Este deserto em que não há lágrimas para chorar

Só lhe resta o riso de engasgo distorcido
E na face o desejo de nunca mais voltar
Coração de menina ainda não corrompido
Coração que amou e morreu por amar

Mas ainda há nos olhos de ontem, eterna chama
Se não fosse esta saudades que lentamente mata
Amar seria aquilo que simplesmente se ama.

Matar seria a ausência da própria razão do amar
alexandre montalvan
Enviado por alexandre montalvan em 26/03/2015
Código do texto: T5184123
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Áudio
Inicio do Fim - alexandre montalvan

Comentários

Sobre o autor
alexandre montalvan
São Paulo - São Paulo - Brasil
690 textos (30538 leituras)
302 áudios (8343 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 15:39)
alexandre montalvan