Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INDECISAO OU INSEGURANÇA

INDECISAO OU INSEGURANÇA?


O que dizer de
Um coração dividido
Entre a indecisão
E a insegurança

E o que fazer diante
Desses dois sentimentos
Tão parecidos
Que têm sentido diferente
Porém que traz a
Mesma dor

O que pensar
Nos momentos de solidão
Quando a insegurança
Nos pega e nos
Faz sentir tão pequenos
E tão impotentes
Diante dessa dor
Que nos assalta mesmo
Que não queiramos

Indecisão – de não saber
Que atitude tomar
De não saber
Se vou ou se fico
Em tua vida
Que mal conheço

Insegurança – medo
De não saber
Todas as tuas verdades
Todos os teus segredos
O que guardas
Realmente dentro de ti

E por que não dizer
MEDO, um medo
Enorme da dor
Causada pela
Coisa que mais
Me assusta nesta vida
A traição de um homem
Amado

Um homem que pode
Não ser aquilo
Que espero, e que
No entanto não consigo deixar,
Sequer consigo admitir
A separação e o simples
Pensamento de um adeus
Mostra-me  como sou
Fraca diante de um adeus
Que pode me custar
Muitas lágrimas

O que pensar diante
De suposições que
Me trazem somente dor
Tristeza e decepção
Sem que ao menos
Eu consiga
Revidar com
Suposições melhores
Que essas

Qual desses dois
Sentimentos
Indecisão ou insegurança
É pior pra uma mulher
Quando ama um homem
Um homem virtual
Que pode nunca se tornar
Real e que em se tornando
Real pode não ser o que
Se espera

Loucuras de um coração
Carente que idealiza
Um ser que pode não existir
Que pode tão somente
Ser um sonho, uma utopia
Desse coração
Já tão machucado
Por outros que já
Passaram por ele

O que fazer pra
Fugir desse sentimento
O que fazer pra
Conseguir esquecer
Um homem que chega
De mansinho
E aos poucos vai
Tomando conta
Da gente sem
Pedir licença ou
Perguntar se já temos
Alguém ou se estamos
Disponíveis pra viver
Uma nova estória de amor

As vezes me perco
Em pensamentos
Que me fazem
Refletir sobre o
Real valor de um
Relacionamento assim
Onde um não está
Perto do outro
Onde um não pode
Tocar o outro

Nem olhar nos olhos
Nem sentir o cheiro
Do outro
Nem dar prazer ao outro
De uma forma
Mais concisa

Reflito sobre, como pode
Um sentimento estar
Dentro de nós
Se o causador desse sentimento
Não está conosco
E não nos pode
Dar o que realmente
Esperamos dele
O que realmente
Uma mulher
Espera de um homem

A vida é muito
Cruel as vezes
E nos prega surpresas
Que jamais imaginávamos
Viver
Fatos que nos deixam
Sem chão
Sem o ar que respiramos

E outras vezes
Traz pra nós
Pessoas que atravessam
Nossos caminhos
E que se tornam
Infinitamente importantes
Pra nós, sem as quais
Não nos mais sobreviveremos

Indecisão?
É duvida sobre a
Atitude correta
A tomar
Vou embora e te deixo
Pra sempre
Ou fico em tua vida
E luto como uma
Guerreira por esse teu amor
Que pode não ser meu
Nunca?

Insegurança?
Medo cruel de perder-te
Pra alguém melhor
Que eu,
Alguém que possa dar-te
O que realmente esperas
De uma mulher

E por fim
Chego à conclusão
Que o melhor mesmo
É deixar-te e não querer
O que não posso ter,
O que realmente espero
De um  homem

Melhor mesmo
É seguir esse meu caminho
Na solidão de um ser
Que jamais poderá
Contar com outro ser
Com o amor
Que espera de um homem
Um homem que não existe


Zair Batalha
15/02/06








ZAIR BATALHA FERNANDES
Enviado por ZAIR BATALHA FERNANDES em 07/03/2007
Código do texto: T404287
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
ZAIR BATALHA FERNANDES
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 55 anos
43 textos (2869 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/19 23:08)
ZAIR BATALHA FERNANDES