Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mulher fatal

Não sei mais quem eu sou.
Se sou eu, ou sou a outra.
Em vez de ser a amada,
sou agora a desejada.
Meu nome antes esquecido,
virou agora um apelido.
E você me chama e me ama.
Noso ninho, agora é a cama.
Confesso que estou gostando,
desta mudança toda banal,
pois enquanto ela fica esperando,
agora sou eu, querida a mulher fatal.
April
Enviado por April em 12/04/2012
Código do texto: T3609163

Comentários

Sobre a autora
April
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 70 anos
2694 textos (34699 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/09/20 06:56)
April