Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Decreto de liberdade e amor

Decreto de liberdade e amor
maria da graça almeida

A livrá-lo do constrangimento,
pesar e da imposição,
meu amor, por ser imenso,
vem deixá-lo à vontade
 para que encaminhe seus passos,
de acordo com a própria opção.

Em face do seu silêncio
e da minha solidão,
meu amor, por ser imenso,
aceita as sobras advindas
de um envolvimento
que talvez sobreviva
por força da minha intenção.

Meu amor, por ser imenso,
poderá manter-se recluso
para que não julgue intruso
o tom de minhas notas digitais
e ora o deixa liberto
para que se indigne diante
deste tolo decreto
que de vez expõe
a pieguice dos meus ais.

Meu amor, por ser imenso,
entende o quão difícil
é desempenhar certos papéis,
por isto não finja pressentir cheia
quando baixa estiver sua maré.
Meu amor, por ser imenso,
mudo de lamentos,
vibrará com a autenticidade
 de sua fé.

Ainda que para seu conforto,
não mais proclame
este amor imenso, sólido,
insólito, intenso,
a chama viva que me habita
jamais se extinguirá.
Ah! este meu amor
sem bom senso,
desmedido, indefenso...
eternamente me acompanhará.


maria da graça almeida
Enviado por maria da graça almeida em 25/10/2011
Código do texto: T3298135
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
maria da graça almeida
São Paulo - São Paulo - Brasil
249 textos (18593 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/08/20 02:17)
maria da graça almeida