Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Batendo o miolo no tijolo.

Quando minha cabeça bater o osso
Pela pele se abrirá a cinza
O derramamento de mim
Pelo deserto ponte agudo
Me deixa o pensamento no vago
De uma dor insuportável, que se começará

Onde a dor desnumbra a agonia
De errante ser me desfinha no tecido celular
Apanho das poucas centenas, das infinitas dezenas
em Suspiros em Pálidez
Nas idéias de uma vez estarem a derramar-te
O musgoso sangue cristalizado
Dos prazeres dolorosos e desmiolados

Sombra da dor que desencanta
Desmedida em pancada violenta
Que repousa fora dos sentidos
Aborrecê a matéria do meu crânio
Que adormece simples caido ao chão


Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 03/02/2011
Reeditado em 03/02/2011
Código do texto: T2769996

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4859 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/11/19 01:33)
Á alma é barata