Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LODO AZULADO

Eu era uma mente
Antes de ser falsamente hipnotizado
Meu pensamento virou esgoto
Na lobotomia do mundo
Minha cruz se virou um plano divino
Tornou-se quente e estava escondida
Sou uma espécie de desanimado de sorte
A tempos que me sinto úmido
Por varias gerações
Em todos os dias
O mundo dorme como uma puta
Descrever a vida é um saco
Poderiamos castrá-la
Seria muito mais fácil
Do que ocultar o intimo
Sempre antes de gozar
Sorrizos brancos me dão asma
Tanto que consigo simular
Meus surtos de tesão
Onde estamos anfíbios do mundo novo
A liberdade está em um aquário
E meu coração exposto sobre uma mesa
Pronto para ser doado ou consumido
A verdade me faz virar
A cabeça do aveso
Isso me permite ver todos os ângulos
Eu sou o sol
Com o mundo inteiro para queimar
Em menos de dose horas
Seja feliz o mundo
É tão grande quanto o nosso talento
E tão pequeno quanto a nossa estupidez
Seja triste
O mundo é uma negação
E nós nos tornamos parte do lodo
Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 21/04/2010
Código do texto: T2210013

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4954 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/09/20 15:13)
Á alma é barata