Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Estupro literário.†

Infectado, com a letargia literária
Obcecado afoito por um livro, eu fiquei
Em uma capa vermelha, envolvida de beleza
Igualmente, a de uma dama transbordando empatia
Estava ali o livro mais lindo, que eu já havia visto
O meu desejo de telo foi enorme, de uma forma
Que vai além daquilo que as palavras podem exprimir
Compreio, leveio para casa, e assim que cheguei
Senti uma gigantesta vontade, de me abusar dele
Agarrei a sua capa macia pronta para ser despida
Da mesma forma, como se tira o vestido de uma dama
Abri o livro, com uma rápida e ríspida força na mão
Por onde se desbrocharam várias folhas brancas e intensas
Com cheiro de virgindade onde nenhum outro tocou
Um grande índice belo fantástico pronto pra ser estrupado
Gozei por horas, penetrei bem fundo, naquela leitura
Com sede beberiquei cada página daquela beldade
Minha mão, coloquei com carinho e sem pudor, por cada capítulo
Em enorme satisfação e com primordial desejo
Desfrutei com gosto ao sabor do amor com que o li
Aquela foi a mais intensa experiência, da minha existência
Que em suma me deixou totalmente saboreado, com o saber de um delicioso, livro....
Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 07/12/2009
Reeditado em 16/12/2009
Código do texto: T1964289

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4953 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/08/20 02:51)
Á alma é barata