Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Recanto único                           ( Imagem Google)






Tenho as sombras lá fora,
os segredos, as agruras,
também sem aventuras.
Lá fora tenho o desalento
vindo pelo sopro do vento
nas coisas erradas que faço;
pelo pequeno espaço
forjado, sem lampejos,
para que eu siga.
Fique calada,
nada, nada diga.
Que o silêncio nos fale.
Dispa-se como eu,
aqui tudo é seu.
Deixe o pejo lá fora,
retire o palor das faces e penetre
neste quarto, pequeno recanto
da minha nudez.
Pela minha tez,
caminhe e me descubra.
Existe aqui um palco, um desfile
de segredos sem preconceitos,
tudo o que foi dito, desfeito,
escrito, talvez sem jeito.
Enfrente minha pele nua,
passeie em cada rua
desfolhando minhas emoções,
pelas vielas onde me segrego,
por onde, de tudo, consigo fugir.
Venha, dispa-se em silêncio,
este é o meu
e pode ser o seu,
o nosso quarto de despir.













 
Marcelo Haroldo
Enviado por Marcelo Haroldo em 01/05/2020
Reeditado em 02/05/2020
Código do texto: T6934216
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Marcelo Haroldo
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 79 anos
1551 textos (14888 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/20 23:50)
Marcelo Haroldo