Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
A lei

Todos se foram: os amigos, as glórias, os amores .

Ultimamente, andava muito só.
0 tempo custava a passar e o Sol
parecia nublado... 0 passo era lerdo, curto...
O corpo curvado, caído, parecendo um fardo. . .
E a bengala já era preciso...
Mesmo assim, nunca estivera apático a tal ponto.
0 tempo estava vazio e parado, nem mais havia recordações .

A melancolia invadira o velho depois de tantos anos.
A carne multiplicada, desvanecia...
O ar era morno, as pessoas novatas, o infarto novo.
A vida cansava cada vez mais as rugas e as cãs
que já acenavam para o velho com a novidade da morte...

Naquele dia um sorriso tênue
se conjugou ao olhar triste do velho forte,
pela ultima vez...
Eligio Moura
Enviado por Eligio Moura em 17/08/2019
Reeditado em 18/08/2019
Código do texto: T6722404
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Eligio Moura
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1376 textos (31697 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 22:43)
Eligio Moura