Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coisas da minha Aldeia

Coisas da minha Aldeia

Saudades da minha Aldeia
Escondida para lá das serras,
Para mim até não a acho feia
Ali nunca se falam das guerras!

Vivendo ali uma vida singular
Livre de ambições desmedidas,
Parece uma pintura de aguarela,
Com cores suaves mas esbatidas!

Ali vemos sempre o Sol nascente,
Cheio de luz dourada e esplendor.
À tardinha admiramos o solpoente,
As sombras com seu manto de amor.

Vemos o casario se esfumando,
Ficamos a escutar o piar das avezinhas.
Porque é a noite que vai chegando
Chegando o sono das criaçinhas.

Paisagens  cheias de recordação,
Naquela aldeia já tão velhinha!
São quadros dos tempos que lá vão,
Fazem-me recordar a minha avózinha.

São memórias cheias de ternura
Do tempo que a família se reunia,
Hoje estes quadros.  Não perduram,
Será que a amisade já terminaria?

Josaé Rodrigues(Galeano) 25/09/2018
Galeano
Enviado por Galeano em 26/09/2018
Código do texto: T6460310
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Galeano
Portugal, 83 anos
673 textos (112206 leituras)
14 áudios (2011 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/11/19 02:51)
Galeano