Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARCAS REAIS...

Num barco coloquei minha saudade
para ver o meu amor...
Num cais de amargura e tristeza
a vida seca que passou...
Os olhos não choram mais tristes
o meu pranto já secou...
Meu rosto com marcas profundas
foi a vida que negou...
Na esperança que não morre
traçado em nuvens de algodão
brilha qual uma estrela cadente
é uma pedra "seu" doutor...
Rugas, marcas profundas, sorrisos negados,
falta de amor...
Coração chora amarguras da vida
sofrida que inda não findou...
Carmen Dávila (Marina*****)
Olinda/PE - 28/12/2007
Carmen Dávila
Enviado por Carmen Dávila em 28/12/2007
Reeditado em 28/12/2007
Código do texto: T794742

Comentários

Sobre a autora
Carmen Dávila
Olinda - Pernambuco - Brasil, 70 anos
129 textos (16807 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/09/20 16:12)
Carmen Dávila