Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Canário

Com sua divina voz,
Seu olhar atraente,
Continua a cantar,
Para distrair essa gente.

Serve, mas não é servida,
Canta, por dom, não por prazer,
Cura e é ferida, mas sem ninguém saber,
Paga o preço para sobreviver.

Se esforça para não perder,
Todas as forças que restaram,
“Canário” é como lhe chamam,
Sua vida é uma gaiola onde lhe deixaram.

Eles dizem: “Canta, canta, Canarinho.
Sua voz me satisfaz,
Canta, canta, Canarinho.
Até não aguentar mais”.

Sua melodia é de ouro,
Seu timbre, de diamante,
Suas letras, expressam suas dores,
De nunca ter sido algo importante.

Mesmo que ninguém perceba,
Sua ausência, era de matar,
Sua fome era de um amor,
Cuja pessoa, já não conseguia mais amar.

Dorme, dorme, Canarinho.
Ele já não está mais aqui,
Dorme, dorme, Canarinho.
Ninguém mais vai te ouvir.

Já está cansada de ser usada,
Vá viver uma outra vida,
Cantar por prazer e ser recebida,
E por fãs, ser reconhecida.

Se precisar de um amigo,
Estou aqui para te ajudar,
Seu nome não é Canário,
Canário é sua voz linda de matar.
Sarubi
Enviado por Sarubi em 26/05/2020
Código do texto: T6958764
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Sarubi
Manaus - Amazonas - Brasil
41 textos (828 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/20 11:24)
Sarubi