Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IGUAL



No meio da multidão
Entre mil desconhecidos
E dores que são comuns,

Penso no estranho de tudo
Vida igual, e não me iludo
Que se encontre solução...

Mesmos sonhos e caminhos
A mesma sede de vida
Que foge à concha das mãos...

Mesmas vozes reprimidas
pelas linhas tripartidas,
Pelos ventos da ilusão.

O mesmo seguir em frente
Sabendo que de repente
O céu vira só fumaça...

Porre da mesma cachaça...
E o tempo que livre passa
Nem dando tempo pro adeus!

Bola de neve a rolar
Avolumando-se mais
Conforme rola ao caminho...

Mais vinagre do que vinho
Sabor final desta taça...
Ora caçando, ora a caça.

ANA MARIA GAZZANEO
Enviado por ANA MARIA GAZZANEO em 22/01/2020
Código do texto: T6848124
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
ANA MARIA GAZZANEO
Bragança Paulista - São Paulo - Brasil
1592 textos (42004 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/20 18:38)
ANA MARIA GAZZANEO