Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ARQUIVOS

Os pensamentos que voam sem destino
São transeuntes na esplanada dos astros
Que os recolhem incólumes, sem rastros
Do engarrafamento trépido do desatino.

As consciências que navegam no infinito
São criaturas endógenas do viver incerto
Que trucidam os reflexos que estão perto
Do tímido arrebol que macula o psíquico.

Os prazeres desnudam da alma a volúpia
Que submerge diante da inconsciência vil
E leva até o palco da turba a foto do perfil
De uma individualidade carente, estúpida!

Da indigestão onírica que perfura a mente,
Há uma fantasmagórica imagem, somente!


DE  Ivan de Oliveira Melo
Ivan Melo
Enviado por Ivan Melo em 02/12/2019
Código do texto: T6809474
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ivan Melo
Carpina - Pernambuco - Brasil, 66 anos
2015 textos (24882 leituras)
5 e-livros (122 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/19 12:06)
Ivan Melo