Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ela, simples assim

estou em êxtase profundo,
rio e não me calo,
de hora em hora até canto.
a noite despeja estrelas sorridentes
enquanto seus amigos insones
decantam sua beleza juvenil:
uns falam da sua magreza estética,
outros do seu modo de ser,
mas fulano e beltrano
relatam sua leveza ímpar
e, quiça, sentem sua doçura fraternal.
ah, eles não sabem de nada!
dentro de mim e, em mim,
Ela se apresenta como uma flor menina
que ganhou o viço da primavera,
sorrateiramente me faz sentir um zangão
a voejar pelos ares do seu ser dengoso
como se eu fosse apenas e tão somente
um menino que lhe pede abrigo
quando tem fome e muito medo
Pedro Cardoso DF
Enviado por Pedro Cardoso DF em 15/11/2019
Código do texto: T6795300
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Pedro Cardoso DF
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 72 anos
4761 textos (104444 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/01/20 08:03)
Pedro Cardoso DF