Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ansiedade compulsória

Nenhum passo a frente
Ando em círculos o tempo todo
Com receito de explodir a cada ponto
Pressões de todos os lados me mentem
Me falam que tô perdendo tempo
O tempo todo preciso de mais
Passou o tempo, e por  tanto tempo olhei pro teto
Achando limites que me impediram de ver o céu e as estrelas, me mentiram que estão longe demais
Correndo  desesperadamente atrás do cansaço
A cada sinaleira procuro chegar, antes,
Antes para que não dê tempo, de nos teus olhos ver o brilho das estrelas
Vivo em um mar de prédios de concreto  infestados de pessoas sem tempo pra mente
A noite não durmo e lembro, perco todos os prazos com medo de não ter tempo
Tainã Dahlem
Enviado por Tainã Dahlem em 04/10/2019
Código do texto: T6761495
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Tainã Dahlem
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 25 anos
79 textos (1836 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/08/20 06:51)
Tainã Dahlem