Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Sinto um vazio além
 
No tempo fecho os olhos
Para escapar da falta que sinto
Aborto em pétalas o suave silêncio
Para afastar toda indiferença
Sigo na parte que figura no canto

Pelo individualismo inerente
Que isola o homem em túneis distantes
Encontro sombras recostadas na ilusão
Vejo os olhos floridos num tom lilás
O vazio vai e vem entre os muros
Que divide os sentimentos em orações
Num mundo isolado e complicado
Na luz que brilha para clarear a falta
De um tempo na indiferença
A ausência segue o caminho da luz
E na sombra repouso os meus desejos
Guardo na alma o sigilo de um amor
Aderindo ao pensamento sem tempo
Como um poeta que escreve
Um texto que nunca abriu
Para colorir os anos da minha vontade
Sem gastar a edição da vida




Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. 
  
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 18/09/2019
Reeditado em 18/09/2019
Código do texto: T6748074
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
317 textos (19369 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/11/19 06:51)
Gernaide Cezar

Site do Escritor