Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


A janela de um tempo
 
Eu tenho medo do que está longe
E pode entrar pela janela do tempo
Construindo um futuro duvidoso
Que degrada a essência humana
 
Eu tenho medo da água que passa
E sufoca as avenidas expostas
Afogando as magoas de quem vai
Na inversão dos valores em transe
 
Eu tenho medo de dormir na noite
E perder a parte da vida que vem vindo
Para desfrutar o silêncio contido
Na minha alma agitada e sem regras
 
Eu tenho medo de sonhar em queda
De uma altura inventada em ritmo
Afastando o medo frágil que segue na hora
E conforta os olhos da luz em raios
 
Eu tenho medo de pensar em nada
E descobrir o reflexo do que não sei
Deixado no canto de alguma ideia
Que ilumina a rota dos meus versos
 
Eu tenho medo da sombra no escuro
Que perpassa e atropela os meus nervos
Sinto o gosto que desliza sagrado
Em todos os sonhos que ainda não sonhei



Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. 
 


 
 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 06/09/2019
Reeditado em 06/09/2019
Código do texto: T6738957
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
317 textos (19383 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/19 13:40)
Gernaide Cezar

Site do Escritor