Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto







Vinde a mim os bêbados, os loucos, os poetas !
Todos os que varrem a madrugada
guiados por vozes de lábios benditos,
e sangram em silêncio a alma a nanquim !
 
Cada gota do vosso sangue
lembra os naufrágios, as tormentas,
as vigílias e as batalhas vencidas,
 
pois que sois flâmulas forjadas a tinta
e até o fim deste tempo
ei de beber convosco à palavra alada !,
 
para que quando nos reste mais nada
além do canto atro da morte,
que em nossos olhos gastos,
nos caiba a sorte de levar uma estrela .


 






 
DENISE MATOS
Enviado por DENISE MATOS em 16/08/2019
Reeditado em 16/08/2019
Código do texto: T6721929
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2019. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
DENISE MATOS
Gravataí - Rio Grande do Sul - Brasil
1101 textos (95830 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/09/19 10:59)
DENISE MATOS