Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Dia 8 de março
 

Vejo como um dia qualquer
Pelas tantas evidências feitas
Podem estar escondidas aos olhos
Quisera que esse amor fosse uma rima
No único dia dedicado à Mulher
Num fio de seda sem precisão
Vejo a poesia numa neblina intensa
Se me distraio decerto não era intenção
Apenas quisera que esse amor
Não fosse de uma melodia em decreto
Sei que os problemas não se resolvem assim
Hoje cravo no tempo uma pétala
No silêncio de quem grita distante
Pela Mãe que se foi um dia
Eis a voz eis o deus eis a luz
Que se acende no caminho da vida
E não cabe mais na distinta sala
Como se vivesse com a olhar fora do tempo
Amar hoje é coisa de minutos
Uma sombra lhe aquece e não esquece
Sereis o que achares conveniente
Eu serei seu rei seu pão e sua luz
Minha arte por hoje cala-se
Sim eu estarei sempre aqui...




Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. 
 




 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 07/03/2019
Reeditado em 10/03/2019
Código do texto: T6592263
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
344 textos (20934 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 18:20)
Gernaide Cezar

Site do Escritor