Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma página branca
 

Numa página branca desenho o óbvio
Com palavras simples espalho o dia
Para dizer que penso alto e não falo
Da graça que sinto em olhar o mundo
No desenho sei colorir palavras
Nem sempre na cor firme e risonha
Tudo depende da tonalidade do dia
Que sofre a mágoa da última ilusão
Escrevo para soletrar a vida que tenho
Para renovar o afago perdido
Dando verve ao meu silêncio excitado
Excluindo os abjetos que proliferam o tempo
Na folha em branco sinto a luz da vida
Numa força cromada de esperança
Na fantasia que fortalece o sonho
E constrói em proporção cristalina
O silêncio de quem pensa em página


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. 
 




 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 11/02/2019
Reeditado em 11/02/2019
Código do texto: T6572684
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
356 textos (21083 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/05/21 23:15)
Gernaide Cezar

Site do Escritor