Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O tiro

O último tiro foi em mim,
Despiu a última peça que cobria meu corpo,
Meu coração enudeceu, entorpeceu,
Acertou minha alma.

O tiro acertou primeiro meu silêncio,
Os espinhos cospidos de tua boca,
Tuas palavras cruas, quase nuas
As flores ficaram em tuas mãos.

O perfume do meu medo
Exalou por onde andei, nu
Sem razão, sem voz, em vão.

O último tiro foi em mim,
Porque não sabias em quem atirar,
Eacolheste a pessoa errada,
Porque apesar das dores,
Permaneço de pé.
Gilson Azevedo
Enviado por Gilson Azevedo em 08/11/2018
Código do texto: T6497999
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gilson Azevedo
Olinda - Pernambuco - Brasil, 31 anos
517 textos (3499 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/11/18 19:59)
Gilson Azevedo