Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Poema Amarelo
 
 
Em um mundo preto e branco
o tempo mostra em seu flanco
o sutil amarelo do dia.
Ali vive uma doce mulher
trazendo na cor do malmequer
seus sonhos infantis, sua fantasia...
 
Sonhos líquidos ainda submersos
no amarelo ouro de seus versos,
enquanto lá fora o sol brilha
entre nuvens de algodão —esparsas—
belas paisagens puras ou devassas
num horizonte de segredos e trilhas.

Ah! Caminhar nessa aquarela,
nessa luminosidade amarela
com passos de rimas, de ilusão
em meio ao cinza do nada
deslizando pelas pinceladas
de nossa fértil imaginação!...

Basta a inconstância do pensamento
o movimento do espírito ou do vento
e abre-se no céu essa claridade
deixando um pedaço de vida
assim toda de amarelo colorida
em um breve espaço de bondade

Ah! Um amarelo assim tão pungente
onde alcançam os dedos da gente,
relevo poético dos adágios tantos
criando construções solares
na aquarela térrea ou dos ares,
dos olhos, dos sorrisos, dos cantos...


 
Imagem: eu-  foto editada no aplicativo de celular "color splash"
Giff Margaridas: @by google

 

Imagem relacionada
 
Sonia de Fátima Machado Silva
Enviado por Sonia de Fátima Machado Silva em 19/10/2018
Reeditado em 19/10/2018
Código do texto: T6480584
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia de Fátima Machado Silva
Coromandel - Minas Gerais - Brasil, 56 anos
1301 textos (56082 leituras)
13 áudios (654 audições)
2 e-livros (139 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 14/08/20 14:30)
Sonia de Fátima Machado Silva

Site do Escritor