Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bisa

Jardivina muié arretada
Deixou Maiquinique e pegou a estrada
Laçou se com José
Pegou barriga
Minha vó foi sua primeira filha
José valente seu eterno companheiro
Ranzinza ele era, mas ô homi guerreiro
Bruto como a rocha e amoroso do seu jeitão
Foi se a matéria, mas o espírito não
Eu amo essa véinha
Ela é uma gracinha
Vaidosa, vistosa, uma verdadeira rainha
Vieram ainda mais filhos, netos, bisnetos, tataranetos
Muita história para uma pessoa dos passinhos discretos
E depois disso muita gente ainda viria
Graças a essa muié, olha quanta gente tá de pé
Alfabetizada pouco foi na academia, mas pela experiência é bacharel da vida
Matriarca anciã da nossa família
Muito obrigado por todo empenho ao nosso lado
Sua importância é inigualável
E por você sou apaixonado.

Dê seu bisneto Bruno, para toda a eternidade.
Bruno Henrique Reis
Enviado por Bruno Henrique Reis em 07/05/2018
Código do texto: T6329840
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Bruno Henrique Reis
Limeira - São Paulo - Brasil, 29 anos
36 textos (1451 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/09/20 21:53)
Bruno Henrique Reis