Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


O tempo é crível
 
Ando ao longo de um tempo
Despida de todo encanto
Que circula em volta da luz
Num caminho entre partes
De um vazio crível
 
Deslizo na lágrima que transgride
Para oxidar o meu silêncio
No canto das aves em pleno voo
Para medir a parte que escorre
No meio tempo em doses trançadas
 
Foi tão súbito que esqueci o hábito
Secretamente perdi partes que nunca vivi
Tenho uma necessidade intrínseca
De fechar os argumentos passados
Nos estreitos laços de fitas
 
Que apertavam a inocente parte
Dos muros lá bem atrás
O tempo perpassa pelo canto da luz
Solicitando o arquivo em páginas
E o meu olhar submisso sofre
 
Fico entre o temor e a dúvida
De um dia sereno em recordações vagas
No espelho reflete a doçura pálida
Que se estreita no momento
Fazendo dourar a distância em tempo
 
Passo a vida buscando a significação
Atrasando encontros desde sempre adiados
Vejo a beleza das formas solitárias
Sinto falta do canto dos passáros
Gosto do amor que rima com desejo
 
Tenho um calor agreste que deita em mim
Punge um sorriso vago no tempo e vai
Tenho na vida um mundo de ausência
Que cai no mar para molhar a alma
E brinda a eternidade em taças



a rel="license" href="http://creativecommons.org/licenses/by-nd/4.0/">Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License
 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 27/04/2018
Reeditado em 04/08/2018
Código do texto: T6320541
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
356 textos (21083 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/05/21 23:25)
Gernaide Cezar

Site do Escritor