Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os filhos da Terra
 

Vejo na diversidade o canto da raça
Que forma e deforma a fome antiga
Conheço vidas de todas as cores
Em espaços de poucos donos
 
Filhos famintos de paz amor e fome
Que fica na social estampa de um quadro
Aquarelado pela desigualdade de um povo
Em pleno desamparo democrático solitário e triste
 
Tudo desigual na cor da terra desejada
Quase aparente na fala da voz nua
Da terra seca e desidratada pela chuva sem água
Muito igual é a pobreza de tantos
 
Tirando da pele a dignidade sem ser vida
Tendo como pano de fundo o fundo verde
Da floresta azul do mar com o sorriso vazio
Nos dentes quebrados de um corpo frágil
 
O que importa é a fantasia de não ter fome
No descaso da fraternidade do Deus querer
Ajudando aos fracos com a fé dos olhos cegos
Esperando o direito sofrido vivido e vago
 
Em cada lar em cada alma e em cada cor
Na fome da voz no olhar e na dor íntima
Pela vida contínua de direitos desiguais
Para os filhos da Terra Brasil




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License.

 

 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 08/10/2017
Reeditado em 10/01/2018
Código do texto: T6136589
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
337 textos (20542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 18:26)
Gernaide Cezar

Site do Escritor