Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


De tantos cantos

Vivo onde o infinito se faz presente
Entre a escuridão e a temperança
Sigo em pensamento o meu silêncio
Sinto no sonho uma angústia profana
No olhar da alma em léguas
 
O caminho alcança o último degrau
Onde o sol interage com a noite
As dúvidas se alastram na tez do destino
Na parte isolada e excêntrica
Sem pressa vou pontuar meu pranto
 
Tomando conta de tantos cantos
Em meu corpo sinto a essência do prazer
Ando léguas em pensamentos sem sombras
Longe do passado a idade dobra a hora
Fico em silêncio num mundo estreito
 
As lagrimas sorrateiras desfiam meu pranto
Nas paredes pálidas onde o vinho
Suga a chama vazia em escalas
Por onde passa a evidência nítida
De um som versificado e belo
 
Minha página se espalha na ausência
Buscando palavras para construir fatos
Nos versos encontro o meu refúgio
Colo meu gesto ao vulto exato
Findo como se fosse inútil falar com DEUS




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License.
 
 
 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 25/08/2017
Reeditado em 26/04/2019
Código do texto: T6094657
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
337 textos (20542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 16:50)
Gernaide Cezar

Site do Escritor