Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trançado em tempo

Sigo pela janela do sol
E vejo um dia afoito e belo
O sol brilha todos os dias
Na face da viela sem rosto
Vejo a luz transmigrar cachos ao vento
Fugindo do seu olhar desenhado
E desfeito no silêncio do vazio
Que cruza os meus escritos e nada acontece
Vou golfar os meus sonhos no mar
Molhando ao acaso meus versos sem pressa
A lembrança é o resíduo do passado
Que deixa a dor estendida no tempo
Negando a perfeição do outono
Que viaja num sonho invisível
No horizonte o arco pulsa a essência
E deixa na vida uma credulidade que roça
Na tempestade secreta das paredes pálidas
Que dinamiza a angústia em pautas
A saudade lembra um louco
Onde o vinho da noite evapora
Sugando a chama vazia em escalas
Que tão longe de mim ainda sinto
A lágrima que escorre na fotografia
Vejo o passado numa pintura abstrata
No espelho das flores em imagem
Aborto todos os amores
E despacho para o mundo
Na fragrância de um beijo
Trançado em tempo




Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License.

 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 25/05/2017
Reeditado em 29/05/2017
Código do texto: T6009139
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
337 textos (20542 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/08/20 17:49)
Gernaide Cezar

Site do Escritor