Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Insônia abençoada
 
Aqui dentro estão as partes
De uma questão pertinente
Não vejo o escuro dos olhos
Que se partiu no espelho embaçado
Aquieto-me no contexto da angústia
Que apaga minhas ilusões e foge
Para o futuro que edifica pensamentos
No reflexo de uma página escrita
Que surge na lágrima corrente
Numa insônia abençoada
Sempre na sequência formal
Da versificação que surge na noite
Colada na parede frágil da alma
Perto do encanto suave do meu signo
Na vitrine aparece uma visão nua
Que conforta no íntimo a paisagem
De um corpo nas cores do sol
Listrado nas rugas sem tempo
Par descansar o ato em sombras
Sem a lembrança do amor que não sei
Tudo marca uma passagem desfeita
Para não formaliza nenhuma tristeza
Sem paroxismo sigo por dentro da vida
Abraço meus segredos com calma
Penso em partir o fio da meada
Para rever a fragilidade ausente
Que segue e vacila na glória do tempo
Na minha solitude consciente
De um amor que se foi


Agradeço o carinho, querida amiga Cristina. Beijosss

A noite sempre foi minha parceira// não sei o que é dormir seis horas por dia// seu poema é pleno de beleza// os versos são encantadores// você sempre nos brinda// com seu talento surpreendente// parabéns, obrigada imenso// fique com Deus protegendo seus caminhos.//

CRISTINA GASPAR


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NoDerivatives 4.0 International License
 

 
 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 03/02/2017
Reeditado em 04/03/2017
Código do texto: T5901432
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
344 textos (20935 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 19:02)
Gernaide Cezar

Site do Escritor