Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


A rebeldia em flor
 
Tudo vem pela provocação
Das adversidades vividas
Pelo eco destroçado
Da alma ainda virgem
Sempre no desamparo estrutural
Na retina cega das atitudes nulas
Pelas visitas a gerar conflitos
Rebelde é a forma destemida de sofrer
Tudo vale menos que a dor fatal
É um sofrer paralelo e desigual
Em enfrente aos abrolhos
Que surgem na via excedente
É a brutalidade riscada na infância
Pelo desafeto astral e descabido
Passado na janela em frente
Fechada dentro da vida
Que faz na voz provocada
A rebeldia em flor
Na sombra pálida que fica
E desmancha a claridade da luz
Na memória presa ao destino
Pela noite fria de insônia
No segredo de um tempo nu
O cansaço escorre no olhar sorriso
Abstraindo a vinda da flor lilás
Rasgou-se o sonho passado
A flor encontra versos escritos
Na vida tudo é preciso
E de tudo verás
Na próxima primavera
Em flor




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional





 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 02/08/2016
Reeditado em 14/01/2018
Código do texto: T5716571
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
344 textos (20934 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 18:24)
Gernaide Cezar

Site do Escritor