Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


A poesia
 
É sair da rotina e deixar
Para trás o que não mais
Me interessa
Quando escrevo contemplo
A ausência da minha solidão
E a poesia é a forma
Que deformo o meu tempo
Não quero mais olhar a ânsia
Sei sofrer separando-me de mim
Ao lado da porta entreaberta
Sinto a vida preservada
Por lembranças em mantos
Numa desordem sem reflexo
Repouso em seu colo
Para que proteja o meu sonho
Na fragrância da esperança
Em frente ao tempo que passa
Pois guardo o mar em mim
Para molhar toda minha alma
Nas partes carentes
Por uma emoção mística
Que relaxa em prosa a rosa
E abranda a ternura da noite
Para iluminar o meu pensar
Na sombra solta
De uma lua poética




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
 
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 29/07/2016
Reeditado em 29/07/2016
Código do texto: T5712439
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
356 textos (21079 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/05/21 22:30)
Gernaide Cezar

Site do Escritor