Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Recortes pensados
 
O homem vive apoucado pelos fatos
Na santidade das horas isoladas
No eco vivo afetado pela ironia de ser
Na forma dos recortes pensados
Pelo otimismo exagerado que massifica
E vai de encontro ao desmanche dos valores
Que desorganisa o curso da vida
Entrelaçado na valorização do ser eu
Pela liberdade de um discurso tatuado
Na moderna miséria que satura o homem
Longe dentro e fora do olhar quase nulo
Finge que o caos persegue o tempo
Leiloando a idiotia que afeta os humildes
Bravos e atoleimados pela marca da fome
Que cai na parte meiga de um ser frágil
Sem saber que o pecado não peca apenas finge
E joga na parcialidade o perdão aos inocentes
Nos fios cruzados de um cansaço inútil
O tempo não morre e o mundo desmata
Sem o testemunho dos olhos em transe
Restou um lago verde e uma igrejinha
Nos recortes presos na distância
Entre o temor e a dúvida



Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição  4.0 Internacional
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 24/06/2016
Reeditado em 10/09/2016
Código do texto: T5677086
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
344 textos (20934 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/05/21 18:40)
Gernaide Cezar

Site do Escritor