Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto




O tempo é a maturidade
 
 
No mundo é o tempo que abraça a vida
Levando para a alma rugas em listras
O corpo segue a anatomia do olhar
Para descobrir as marcas da pele nua
 
Na voz abstrata da dor que pulsa além
Num evento íntimo de um mundo velho
Pelo ceticismo crônico e de mãos postas
Em um mundo fora do mapa e cheio de água
 
O tempo é a maturidade que atravessa
A porta do mundo a reformar conceitos
Na validade vencida pela realidade ausente
Atraída pela versatilidade da morte em versos
 
Morte velha morte súbita ou morte morrida
O tempo não morre e a vida morre à toa
Em um mundo absoluto que mata e desmata
Sem o testemunho dos olhos em transe
 
Para alargar as ideias e desvelar a significação
Materializando alguns sonhos e descobrindo
Que o tempo prioriza o sentido da vida
Em um velho mundo cheio de guerras e conflitos




Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.
Gernaide Cezar
Enviado por Gernaide Cezar em 24/01/2016
Reeditado em 24/01/2016
Código do texto: T5521704
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre a autora
Gernaide Cezar
Salvador - Bahia - Brasil
344 textos (20932 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 12/05/21 21:40)
Gernaide Cezar

Site do Escritor