Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


Quando a tarde diz adeus...

 
Detrás do outeiro esconde-se o sol.
Ah! É tão lindo esse arrebol!...
E é tão lindo — ao longe— o canto da acauã
quando a tarde enfim recua
e já se pode pressentir o brilho da lua,
e d’alguma viola, um acorde com afã.
 
Aos poucos a noite trás sua sombra
e o sereno vem molhar a alfombra...
É a hora — inda que morta— do Ângelus
e que os joelhos dobram por terra.
Em orações alguma alma se desterra,
viva ou morta ao peso de sua cruz...
 
A brisa então brinca com a folhagem
que parece soluçar com essa aragem...
Ou com os acordes teus,
ó trovador — que na varanda vela—
e com tua viola ao peito, sonha com “ela”...
É assim quando a tarde diz adeus...
 
 


( IMAGEM: GOOGLE)
Sonia de Fátima Machado Silva
Enviado por Sonia de Fátima Machado Silva em 07/08/2015
Código do texto: T5338071
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sonia de Fátima Machado Silva
Coromandel - Minas Gerais - Brasil, 56 anos
1254 textos (52386 leituras)
13 áudios (611 audições)
2 e-livros (128 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/19 09:41)
Sonia de Fátima Machado Silva

Site do Escritor