Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O amor

Meu bem, esse mundo não é seu (nem meu)
Deixe-me tirá-la daqui
Levá-la pra rua.

Com pontas dos dedos sinto seu medo.
Com a língua, seu mamilo.
No pescoço reconheço um signo ignorado.
Com que mundos sonha, meu bem?

Vamos criar um jogo, você e eu
Inaugurar um esquema
Confabular contra nossos amigos
Derrubar um governo.

Venha comigo, meu bem.
Vamos propor toda ordem de torpes escândalos.
Procurar as autoridades.
Espalhar mentiras imperdoáveis

Mas o amor, mas o amor?
Irrepetível amor.
Caleidoscópico. Remoto. Selvagem.
Portentosamente entra no palco.

O amor numa tarde de domingo.
O amor burro.
O amor canalha.
O amor jogando cartas.

O amor alcoolizado,
com lama nas botas.
Com sangue nos olhos.
Arrombando janelas.

Derrubando portas.
Entrando pela casa.
Arrancando calcinhas.
O amor de ninfomanias.

Seios que amor chupava.
Bocas que amor beijava.
Bocetas que amor fodia.
Amor quente em água fria.
burbulhia
Welliton Oliveira
Enviado por Welliton Oliveira em 01/03/2014
Reeditado em 31/01/2018
Código do texto: T4710828
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2014. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
Welliton Oliveira
Manaus - Amazonas - Brasil, 29 anos
64 textos (907 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/09/20 01:39)