Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

loucuras de poeta...

 e...
surgem

palavras tantas,
tontas, sem
mostrar as vestes
do limiar da alma.

Calma!
Sussurram os silêncios
aparam os colchetes
e vão...

Loucura estirada
no papel alinhada,
aninha-se, tortura-se:
sem nenhuma noção.

Êxtase da criação:
não saber o que,
mas sentir palavras
que escrevem os nós.



Pupila
Enviado por Pupila em 08/06/2013
Reeditado em 10/07/2013
Código do texto: T4331918
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
Pupila
São Paulo - São Paulo - Brasil
720 textos (22611 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 27/01/20 06:51)
Pupila