Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poetizar

Poetizar
Maria da Graça Almeida

O poetizar é necessário
aos meus ataques diários,
aos meus tiques centenários,
sem ele falseio o pé
e a prece morre sem fé.

O ritmo é imprescindível
ao meu fantasma invisível.
Com o batuque inaudível,
espanta a assombração
que mora em meu porão.

Minha pena verte penas
meus dizeres me condenam.
nos versos dos meus poemas,
mesmo sem vontade plena,
louvo até meros fonemas.

Queria sem embaraços,
soltar as amarras, os laços,
libertar minhas meninas,
descerrar de vez as cortinas
e à noite, fugir das rimas.
maria da graça almeida
Enviado por maria da graça almeida em 09/08/2012
Reeditado em 09/08/2012
Código do texto: T3821161
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
maria da graça almeida
São Paulo - São Paulo - Brasil
249 textos (17554 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/11/19 00:34)
maria da graça almeida