Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sina

Sina
maria da graça almeida

A poesia é minha sina,
traço que me desatina.
Interrompe-me a rotina,
com a vinda repentina.
Sem o dom da disciplina,
mesmo frágil me domina.

A poesia é meu pecado,
meu despudor e desacato.
É veste sem o recato,
que tem a roupa de cima.
É a face no retrato
preso com saudade e imã.

A poesia que me vem cedo,
se extensa me põe medo.
Quando conto seus segredos,
nem os confiro nos dedos.
Minha poesia me entontece.
Absorve-me. E desaparece..
maria da graça almeida
Enviado por maria da graça almeida em 31/05/2012
Reeditado em 15/02/2018
Código do texto: T3698314
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre a autora
maria da graça almeida
São Paulo - São Paulo - Brasil
249 textos (18593 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/08/20 03:07)
maria da graça almeida