Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sapos que me beijem !!

Jamais deitei-me com um homem inteligente
Se me deito é com uma mulher !!

Se estou seguro, consigo me trair
Mais já quando eu te seguro, você só me atrai

As belas palavras por traz de um reflexo
Aos sapos que coacham e as mulheres que veneram

Essas fantasias que me deixam intertido
Enfermeira, poeta e até mesmo de santinha

Não aceito sapos engolidos, mulheres com maridos
Quero viciar sem prociar ao ponto da virtude virginiana

Não sei falar de amor e de lindas flores
Já vi sentidos de mais para me equivocar

Encontrei corações que tinham blá blá

Gritos sem sal. espumas em noite de carnaval

Experimentando-me sem experiencia
Na vontade e sem poder tocar
Por um vidro, uma janela ou até mesmo aberta, pode-me apreciar... sou um sapo
Á alma é barata
Enviado por Á alma é barata em 07/11/2011
Código do texto: T3323236

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Á alma é barata
Suzano - São Paulo - Brasil, 33 anos
162 textos (4857 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/11/19 16:20)
Á alma é barata